Michael Jackson – piadinha infame

junho 26, 2009

Piadinha infame…

Sabe qual foi a primeira coisa que Michael Jackson disse quando chegou ao céu?

“Cadê? Cadê o menino Jesus?”

Sabe o que responderam pra ele?

“Está com a Madonna!”

🙂


I’m bad…

junho 25, 2009

Michael-Jackson-MoonwalkerMichael Jackson pode ter feito inúmeras bizarrices em sua vida. Acusado de pedofilia, plásticas e plásticas radicais, torrar dinheiro com brinquedos meganomaníacos na Terra do Nunca, prisões, notícias e notícias, loucuras e loucuras!

Mas dentre todas as loucuras há que reconhecer que sua maior loucura foi na música. Bizarrice maior foi reinventar a dança, reinventar arranjos, inventar o pop e criar um ícone! Sua forma de usar a voz na música foi única! Arrebatou números, vendeu como água, criou uma nova cultura, deixou um legado de fãs, quebrou vários records!

O menino americano, nascido em uma família pobre, às custas de um trabalho árduo e forçado, viu a fama aparecer ainda quando criança no Jackson’s Five. E para toda criança pobre, o sucesso significa a possibilidade de realização de sonhos. Michael realizou todos os seus sonhos e foi julgado e ridicularizado por vários deles.

Michael_jackson_badCresci ouvindo Michael Jackson. Sempre vou me lembrar da cena em que minha mãe tentava fazer o passo moonwalk ao som do álbum Bad chiando em um LP. É fato que este foi o último álbum útil de sua carreira, mas nada apaga o marco que criou na música antes disso.

Quem não conhece a dança de zumbis de Thriller? Ou seu chapéu preto?

Aos 50 anos, Michael Jackson sai de sua vida decaída para fazer o moonwalk em outros cantos. Mas, ainda sim, deixa também sua jornada histórica no mundo da música! E da indústria Pop, claro.

Assim como Elvis Presley, rei do rock, Michael Jackson carregará contigo o título de “Rei do Pop” para seu túmulo.


E, assim como Elvis…
Michael não morreu!


Michael Jackson – Bad

.


Música do Dia #6

junho 23, 2009

“Ladys and Gentlemen, please, welcome… The Corrs!”

O álbum acústico da banda começa com essa apresentação.

Só tenho uma coisa a dizer… mulheres tocando instrumentos musicais é… interessante! Uma banda de mulheres bonitas com uma delas tocando percursão é… sexy!

Eles possuem várias músicas conhecidas, regravações de músicas conhecidas e músicas relançadas por outros, mas a minha preferida do Unplugged dos irmãos Corrs é No Frontiers. Inclusive, gosto tanto que escrevi minha versão da letra.

Se a vida for um rio e seu coração, um barco,
E, como a água, querida, feita para flutuar
E se a vida for um vento que sopra forte em seu caminho
E seu coração for uma Amélia, almejando voar,
O paraíso não tem limites e eu o vi em seus olhos

E se a vida for um bar no qual precisamos esperar
Próximo ao homem com seus dedos sobre os portões de marfim
Onde cantamos até o alvorecer de nossos medos e nossos destinos
E amontoamos todos os mortos em suas próprias cestas.

Em seus olhos abatidos como o canto de uma cotovia
Que, de algum modo, esta noite negra,
Sente-se mais quente que uma faísca,
Mais quente que uma faísca,
Que nos manterá até o dia
Quando o medo perderá sua força.
E o paraíso tem seu caminho,

O paraíso não tem limites,
E eu o vi em seus olhos.

Se sua vida é uma áspera cama de espinhos e pregos
E seu espírito é escravo dos açoites e das prisões dos homens,
Onde você está sedendo e faminto por justiça e razão,
E seu coração é uma chama pura da constante escuridão do homem,

Em seus olhos abatidos como o canto de uma cotovia
Que, de algum modo, esta noite negra,
Sente-se mais quente que uma faísca,
Mais quente que uma faísca,
Que nos manterá até o dia
Quando o medo perderá sua força.
E o paraíso tem seu caminho,
E o paraíso tem seu caminho,
Quando entrarmos em sintonia
E souber o que há em nossos corações,
O sonho se realizará!

O paraíso não tem limites,
E eu o vi em seus olhos
O paraíso não tem limites,
E eu o vi em seus olhos.



Então, a “Música do Dia #6”:
The Corrs – No Frontiers

.


Sobre você

junho 23, 2009

No último post, comentei que já fazia muito tempo que não atualizava meus blogs.

Fiquei intrigado ao ver que, estatisticamente, o blog continuava sendo visitado e, praticamente, mantendo o número de visitas todos os dias.

Curiosidade mata!

Mata tanto que quero saber… quem é você?

Pensando nesses leitores assíduos (ou não tão assíduos, mas que contribuiram para os números), criei a página “About you“. Deixe sua mensagem, opinião sobre o blog em geral, ou, caso seja apenas um visitante de passagem, registre sua visita. Praticamente um scrapbook.

Afinal, você leitor é mais importante que quem vos aqui escreve…

Abraços!

.


De volta (pelo menos espero)

junho 22, 2009

Fiquei estupefato! Último post que fiz nesse blog foi no dia 11 de junho… Há apenas 11 dias, mas, para quem estava acostumado a dizer algo novo todo dia nesse espaço, é MUITO tempo!

Excesso de trabalho, mudanças de rotinas, falta de tempo, cansaço, preguiça, falta de assunto, desmotivado…

Não sei bem a causa da distância. Ou melhor, qual é a mais significativa. Sei que minha vida, sem que eu percebesse, foi mudando aos poucos. É aquelas típicas curvas das estradas que aparecem de vez em quando. Suaves, não cansam nem assustam, basta virar um pouquinho o volante do carro para o lado que você continua seu caminho na maior tranquilidade. Necessárias para evitar subir uma montanha, acordar os olhos acostumados com uma longa reta ou para mostrar um horizonte novo, ou, até mesmo, um horizonte já antigo que você achou que não veria mais.

Fato é que a breve estrada da vida é formada por caminhos tortuosos. Não todos como o que eu citei, mas esses são frequentes. E acredito que estou terminando de sair de um.

Detalhes que acontecem e, pouco a pouco, vão transformando a vida. Novas idéias, novos planos, novas tarefas, novos conceitos… Algo totalmente novo acaba surgindo no meio da estrada.

No início, parece que Saturno conspira contra, mas percebe-se que cada um continua seguindo suas devidas órbitas. E, como toda órbita celeste, percorrendo todas as estações!

Bem-vindo ao inverno! Que, literalmente, começou ontem!

Coisas novas vem aí! Prometo tentar manter atualizado esse espaço. E o outro também!

.


Quanto você quer na nota?

junho 11, 2009

Acho um absurdo isso!

Você vai em um estabelecimento qualquer, consome e pede uma nota de despesas. Em vez da nota, você recebe uma pergunta: “Quanto você quer na nota?”

Putz! Será que ninguém mais é honesto nesse país? Quero na nota o que eu consumi… e só! Não quero ganhar em cima do dinheiro dos outros! Engraçado que é uma pergunta tão comum que ninguém mais fica constrangido com ela. É o cúmulo!

Às vezes, dou R$ 10,00 para um funcionário aqui almoçar durante um serviço externo. “Toma 10 reais, traz a nota.” Pergunta se algum deles algum dia trouxeram o troco? Só notas de despesa de… 10 reais! Quero descobrir que almoço é esse que sempre dá uma conta redonda! Ninguém nunca almoçou gastando apenas R$ 9,00 ou R$9,50… Suponhamos que um PF em São Paulo custe R$7,00 e um refrigerante R$2,50, os outros cinquenta centavos foram em balas? Duvido!!

Teve um episódio que me deixou mais indignado ainda. Estou cotando orçamentos para instalação de sistema de combate à incêndio em um novo galpão. Durante a visita o sujeito me pergunta: “Quanto você vai querer no orçamento?”. Relamente sem entender, soltei: “Hã?”. Aí sim, ele ficou constrangido! Veio se desculpando… “Desculpe a pergunta, senhor, mas é que sempre pedem uma porcentagem em cima do orçamento, né? Aí eu já vou logo perguntando”.

C#R§@*&! Será que não existem mais pessoas honestas nesse Brasil?

Pior foi o sujeito continuar seu discurso. “Me desculpe mesmo, viu? Mas é porque isso é muito comum… Outro dia, fiz um orçamento de 200.000 reais, e o comprador pediu pra colocar 10% na nota pra ele”. Resumindo, o sujeito recebe 20.000 roubados da empresa que ele trabalha!

Como podemos depois ficar revoltado com as obras superfaturadas que acontecem no governo? Desvio de verbas, licitações ilícitas, propinas, malas de dinheiro, etc… Se é tão comum entre a população pedir uma notinha de valor maior do que consumiu, porque os políticos não podem superfaturar suas obras? Como vamos reclamar de um hospital de 1 milhão ter custado 2,5 bilhões se superfaturamos nosso almoço?

Roubar 10 reais ou 1 milhão é errado do mesmo jeito! E o que é errado não presta!

Quanto eu quero na nota? Quero o que é meu de direito!
Prefiro morrer pobre e com a consciência tranquila…

corrupcao1

.


Cachorro nervoso

junho 9, 2009

Meu Deus!

Ele está falando! Juro! Juro que ele está falando!

Tradução simultânea:
P$%¨# (bis)
VSF  T***NO&§! (724x)
CA-%@$#! (bis)

Alguém aí! Paga um psiquiatra pra esse canino!

.


%d blogueiros gostam disto: